Prevenção de Perdas: uma entrevista com o especialista Marcos Altemari

Sucintamente, prevenção de perdas é um conjunto de estratégias que visam minimizar situações que geram prejuízo em um negócio, incluindo as perdas materiais. 

Uma boa gestão de perdas pode, além de prevenir, ajudar a potencializar os resultados da empresa com a exposição dos pontos de fraqueza e o desenvolvimento de ações que reduzam os possíveis danos. 

Investigações sobre o histórico, treinamento de equipe, operações antirroubo, fraude, proteção de dados e até mesmo assédio. Estas e outras situações são algumas das que podem ser evitadas com uma boa gestão. 

Um planejamento adequado deve estar inserido no contexto estratégico das empresas, tornando-a mais competitiva no mercado.  

Marcos Altemari, Head em Prevenção de Perdas de uma grande rede de supermercados, fala com exclusividade para Blog da Segurança sobre os desafios do departamento no setor supermercadista, um dos maiores geradores de perda do varejo. 

Para Marcos, fatores internos e externos devem ser avaliados e diagnosticados para entender como influenciam nesses resultados.  

Cada empresa também tem sua cultura. Para mim, os fatores preponderantes para prevenir as perdas e minimizar seus impactos são: conhecer os fatos geradores e classificar os riscos, além de ter uma estratégia de combate bem definida”, declara. 

Ainda neste contexto, ele cita o envolvimento da equipe em uma cultura de prevenção e a intolerância com o tema integridade como pilares de uma boa gestão de perdas dentro do negócio. 

A criação de ferramentas de controle e monitoramento dos indicadores e processos também fazem parte do conjunto de boas estratégias de defesa. 

Acompanhando as tendências de segurança apresentadas no Security Megatrends, cada vez mais as empresas têm utilizado de novas tecnologias em seus departamentos. 

Na Prevenção de Perdas isso não é diferente. O especialista afirma que a tecnologia está muito convergente com o propósito de prevenir perdas.  

Os sistemas tecnológicos são cada vez mais necessários para apoiar as empresas nesse contexto. As tendências de mercado são muito fortes nesse sentido e a necessidade de se utilizar essas ferramentas também tem fundamental importância para ajudar na mitigação, no mapeamento e nas tratativas dos riscos”, comenta. 

Além do uso das tecnologias, ele também salienta a importância da capacitação e treinamento adequado dos profissionais do departamento de prevenção de perdas e dá a dica: 

É preciso que se capacitem e se atualizem cada vez mais, além de também entender que o propósito desta área é de suma importância para a sobrevivência do negócio e para a garantia de resultados”, completa Marcos. 

Deixe uma resposta